Vendas

Como montar o seu currículo de vendas (com templates)

Pode ser hoje ou talvez amanhã, o dia em que as vagas de emprego se abrem e as empresas começam na busca pelo profissional ideal…

Esse, pode ser você, que em breve vai passar horas respondendo as perguntas de uma entrevista, fazendo uma certificação requerida ou participando de uma dinâmica.

Mas tudo isso só irá acontecer se antes você conseguir demonstrar,  dentro de um pequeno papel, o porque merece essa oportunidade.

O objetivo deste documento é ajudar você a construir o melhor resumo das suas características e experiências, o mais conhecido currículo de vendas. 

Templates de Currículo de Vendas

Mas antes de começar a escrever, vamos dar um passo atrás e entender todos os precipícios que envolvem esse trabalho. Vamos lá?

Por que uma empresa contrata alguém?

O primeiro passo é você entender o porque uma empresa abre uma vaga de trabalho. 

O curioso é que, como estamos falando de vendas,  o motivo pelo qual uma empresa contrata alguém são exatamente os mesmos do porque alguém compra um produto ou serviço que uma empresa oferece: 

  1. Aumentar o ganho: uma empresa não consegue crescer sem aumentar sua base de colaboradores.
  2. Reduzir risco: não existe máquina com o raciocínio de uma mão de obra humana.
  3. Perder menos: se não há mão de obra para atender bem meu cliente, estão ‘’‘deixando dinheiro na mesa’’.

Saiba que o processo de seleção existe para que as empresas possam encontrar o melhor profissional para cada uma das suas vagas. 

Dessa forma, o que as organizações buscam são: 

Alinhamento técnico

Não existe candidato ruim, existe candidato que não se encaixa na vaga. 

É exatamente por isso que as empresas irão validar o seu grau de conhecimento, identificar suas habilidades e também considerar a sua experiência.

Tudo isso para encontrar um conjunto de características que mais atenda a necessidade requerida. 

Como por exemplo, se estamos falando de vagas para vendas, é impossível não avaliar a dicção e a inteligência do candidato. 

É extremamente necessário que você consiga se comunicar com clareza e, ao mesmo tempo, se adaptar aos diferentes cenários que irá enfrentar.

Mas não é só isso, de nada adianta ter uma jóia em mãos se essa não se encaixa no seu dedo. 

Na empresa é exatamente assim, você pode ser o candidato ideal para o lugar errado.

E é por isso que não podemos nos esquecer do alinhamento cultural.

Alinhamento cultural

“O fit cultural é a probabilidade de alguém refletir e ser capaz de se adaptar às crenças, atitudes e comportamentos centrais que compõem sua organização. Harvard Business Review

No alinhamento cultural o que a empresa busca é encontrar um candidato que possua traços de personalidade que estejam associados com a cultura e missão da empresa. 

Porém, não pense que esse é um elemento importante apenas para a empresa. Você como candidato deve buscar trabalhar em empresas que estejam alinhadas com seu perfil! 

Imagina só, quando você vai para uma festa com os amigos mas você não gosta do cantor que irá fazer um show. A probabilidade de você ficar desanimado e não aproveitar a festa como deveria é muito alta, concorda?

É exatamente isso que acontece no ambiente organizacional, se você não está alinhado com o perfil da empresa, você não vai se sentir realizado trabalhando ali e,  consequentemente, isso irá impactar negativamente o seu desempenho.

E o resultado disso, no futuro, é você ser um colaborador desmotivado a procura de uma outra vaga. 

Situação ruim para você e também para empresa que está investindo no seu potencial. 

Se você chegou até aqui, imagino que já percebeu que tudo está muito associado ao seu perfil e agora, está curioso para saber como conseguir identificá-lo.

Como saber se o meu perfil é o adequado para a vaga? 

A grande resposta para isso é o autoconhecimento, o primeiro passo é você se conhecer bem, depois vamos conhecer as empresas e suas respectivas vagas! 

Para isso você tem basicamente 2 caminhos: fazer isso sozinho ou procurar ajuda de um coach. 

Aqui, eu quero te ajudar a fazer isso, ou pelo menos uma parte, sozinho. Vamos lá?

Comece te fazendo as seguintes perguntas: 

  • O que eu gosto de fazer?
  • Onde desejo chegar? Estou preparado para isso? 
  • Quais as minhas qualidades?
  • Quais os meus defeitos? 

Sinta se à vontade para acrescentar outras perguntinhas aqui. 

A ideia é que você consiga pensar em si mesmo e começar a fazer algumas críticas para que você possa começar a identificar onde você poderá se encaixar melhor. 

Você também pode fazer alguns testes de personalidade na internet que são bem legais, eu te indicaria o 16 personalities.

Quando falamos de profissional de vendas, existem características e habilidades favoráveis para a carreira, vou deixar aqui algumas delas para você analisar:

  1. Comunicativo: saber articular bem a mensagem que deseja passar para o outro.
  2. Empático: saber se colocar no lugar do outro.
  3. Tenha coachability: capacidade de assimilar um feedback e colocá-lo em prática.
  4. Otimista: tendência a ter uma visão favorável sobre as situações.
  5. Ética: saber respeitar a posição dos outros. 
  6. Curioso: tem grande vontade de saber 
  7. Responsável: senso de resposta pelas ações e processos que o envolve.
  8. Inteligênte: capacidade de resolver problemas/situações complexas de forma simples.
  9. Proativo: capacidade de agir sem depender de comandos.

Se você já conseguiu responder as perguntas e observou as características,  imagino que já sabe se é em vendas ou outra área que deseja trabalho. Correto?

Agora é hora de começar a escrever o seu currículo.

Mas antes, vamos relembrar o que é um currículo?

Um currículo nada mais é que um documento que possui um resumo da sua vida profissional e suas informações pessoais. 

É seu cartão de visita para conseguir vaga em uma empresa, ou seja, é através dele que as empresas irão fazer uma primeira seleção de candidatos. 

Dessa forma, precisamos construir um documento que cause uma boa primeira primeira impressão

Além disso, lembre-se que a análise curricular é uma das etapas do processo de seleção!

Por que um currículo é rejeitado? 

Imagino que você esteja pensando, mas como uma empresa escolhe esses currículos? O que posso fazer para ser aprovado nessa etapa? 

Então, existem alguns critérios de rejeição de currículos de vendas, vou deixar aqui alguns deles:

1. Omissão de dados e Informações desatualizadas

Não se esqueça de colocar o período que você ficou em cada uma das suas experiências passadas, essas são informações valiosas e de fácil acesso pela empresa.

Além disso, procure deixar suas informações pessoais, principalmente, email e telefone atualizadas. Lembre-se que é através desses meios que você será contactado.

2. Linguagem incorreta: erros de português

Cuidado com o seu texto, lembre-se que o seu currículo precisa estar em acordo gramatical com a língua portuguesa. Para não passar batido, releia com calma antes de enviar para as empresas. 

Outra dica fundamental, como profissionais de vendas, é muito comum colocar nos currículos as experiências com ferramentas da área. Cuidado ao escrever esses nomes, se você tem dúvida de como escreve, faz uma pesquisa rápida ou então não coloque essa informação extra.

3. Poluição visual

O seu objetivo não é chamar atenção para o modelo do currículo de vendas, mas sim para as informações contidas nele. 

Para isso, a organização e estrutura do seu documento faz toda diferença! 

Procure utilizar um design que não possua muitos elementos e cores. Defina sua letra padrão e não faça muitas variações.

Templates de Currículo de Vendas

3 regras básicas para escrever um currículo de vendas:

1. Objetividade

Um bom currículo não é necessariamente o que é cheio de informações!

Ser objetivo nada mais é que ser verdadeiro independentemente da subjetividade individual causada pela percepção, emoções ou imaginação.

Ou seja, traga para seu currículo de vendas todos os elementos reais que compõem a sua carreira profissional, não omita nem minta.

2. Contextualização

Muitas informações não vão mudar conforme a vaga e a empresa que você estiver se candidatando, mas lembre-se sempre de contextualizar o seu objetivo ou área de interesse antes de encaminhar seu currículo.

Isso é muito importante, pois o avaliador pode te desclassificar de imediato por isso! 

Pensa comigo, se você está concorrendo a uma vaga de vendedor o seu objetivo tem que ser no mínimo o de trabalhar na área comercial, concorda? 

São detalhes que fazem a diferença!

3. Diferenciação 

Procure fazer algo diferente do comum, mas que vá agregar valor ao seu currículo. 

Como por exemplo, ao enviar seu documento via email, escreva em um parágrafo sobre o seu objetivo ou então, para vendas, descreva o seu conhecimento em alguma técnica de vendas.

Mas não se esqueça, nada muito extenso!  

Estrutura básica 

Depois de já ter escolhido o template base que deixamos aqui pra você, agora quero destacar quais as informações são essenciais para um bom currículo: 

#1 Dados pessoais

São através desses dados que a empresa irá te contactar. Coloque o seu contato e informações recentes e caso isso mude, não se esqueça de atualizar.

Não é necessário compartilhar detalhes da sua vida pessoal. Apenas nome, telefone, email, endereço, idade e no máximo estado civil. 

#2 Objetivo para a vaga

Deixe claro qual é o seu objetivo para a vaga que está concorrendo.  

O mais importante aqui é você relembrar os 3 pontos citados acima: objetividade, customização e diferenciação.

Traga um objetivo fora da caixa, isso vai te posicionar como um candidato melhor!

Ao invés de você colocar coisas comuns, como por exemplo,  atuar na área comercial ou ser inside sales, vá mais afundo. 

Priorize um objetivo mais impactante,  como consolidar carreira em vendas,  ajudar o mercado X (que você estiver inserido) a maximizar a receita ou trazer resultados consistentes em vendas. 

Fique à vontade para usar a criatividade nesse momento 😀

#3 Formação acadêmica e técnica 

Descreva toda sua formação e compartilhe as suas certificações relacionadas a vaga.

Menos é mais, nunca se esqueça! 

Não faz sentido encher o currículo de certificações que não complementam a vaga.

#4 Skills

Você poderá explorar aqui soft e hard skills. 

As hard skills são as suas habilidades técnicas ou aprendizados que obteve através da sua experiência. Como por exemplo: linguagem, pacote office, google analytics e CRMs. 

Coloque o seu nível de conhecimento para cada uma delas! 

Já as soft skills são os atributos e hábitos que diferenciam seu trabalho de outros, muitas vezes, provenientes da sua experiência. 

Como exemplo:  negociação, criatividade, liderança e etc. 

#5 Experiências profissionais 

Descreva todas as suas experiências profissionais passadas, mas não se esqueça de colocá-las na ordem da mais nova para a mais antiga e deixar claro o tempo de permanência. 

Para complementar isso coloque também as habilidades que você desenvolveu em cada uma das suas experiências. 

Por exemplo:

Sales Development Representative | (empresa) – Março 2020 a presente 

  • Cold call
  • Qualificação
  • Geração de leads
  • Fluxos de cadências
  • Sales Engagement

#6 Certificações 

Sabemos que as certificações são um dos caminhos que podemos utilizar para demonstrar o nosso conhecimento adquirido. 

Para isso, deixe separado um espaço para você destacar as certificações que vão agregar valor a vaga que você se candidatou.

Não se esqueça de detalhar o tempo de curso e claro, coloque a instituição no qual forneceu o conteúdo. 

Agora que você já está com o currículo pronto, não adianta deixá-lo salvo no computador ou guardado na gaveta. Você precisa divulgar a sua disponibilidade para que possa encontrar uma vaga!

Onde devo divulgar o currículo?

Existem diversas maneiras e sites que você poderá enviar seu currículo, a minha dica é que você procure escolher as seguintes fontes:

  • Se ainda está na faculdade, procure a coordenação e se informe se a instituição tem algum projeto para isso (a grande maioria auxilia na divulgação de vagas)
  • Faça uma lista de 5 a 10 empresas que você mais gostaria de trabalhar. Verifique se alguma delas têm vaga disponível. Se não, acesse o Linkedin, procure algum profissional da área que você deseja trabalhar e envie uma mensagem no privado demonstrando seu interesse.
  • Faça posts no feed do seu linkedin, compartilhando seu conhecimento e comunicando a sua disponibilidade para o mercado de trabalho.
  • Procure se associar a alguns sites, como por exemplo: vagas.com.
  • Faça parte de comunidades da área. Em vendas, você pode participar da SalesHeroes  e ainda ter acesso a divulgação de vagas exclusivas por lá.

É isso! 

Se tiver mais alguma dúvida estou à disposição no [email protected] 😀 

Não esquece de acessar os nossos currículos de vendas.

São currículos otimizados e utilizados pelo nosso time que estamos abrindo para vocês:

Se você quer ter acesso é só baixar aqui e se tiver interesse em ter acesso a algumas vagas é só fazer parte da nossa comunidade!

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *