7 principais diferenças entre Outbound Marketing e Inbound Marketing

Tempo de leitura: 4 minutos

Vivemos atualmente numa eterna batalha entre Outbound e Inbound Marketing.

Muitos profissionais do mercado afirmam, com milhares de dados em mãos, que o Outbound morreu, que esta forma de comunicar mais direta, normalmente utilizada nos meios tradicionais de comunicação, está com os dias contados.

Segundo eles, o Inbound é o futuro. Comunicar hoje deve ser uma ação menos intrusiva, mais envolvente e melhor preparada para construir um diálogo com seu público e oferecer o conteúdo certo na hora que ele quiser e estiver procurando por ele, não o contrário.

Estes profissionais têm certa razão ao fazer este tipo de afirmação, afinal, os dados não mentem: 80% dos consumidores preferem buscar informação sobre um serviço ou produto em uma série de artigos na internet do que em um anúncio publicitário. As redes sociais geram, hoje, 100% mais leads se comparado a outras estratégias de Outbound Marketing. E 34% de todos os leads gerados em 2013 vieram exclusivamente de estratégias de Inbound.

Mas todos estes números, na verdade, não dizem que o Inbound é melhor do que o Outbound, apenas apontam que o público de hoje responde melhor a uma estratégia menos invasiva, focada na produção de conteúdo relevante.

Estamos em uma fase de transição na metodologia comunicacional e nada impede que os próximos passos sejam de integração das duas formas de marketing para maximizar os resultados. Como fazer isso? Esta é uma pergunta que vale muito dinheiro e quem conseguir responder terá uma ótima arma de marketing e vendas nas mãos.

Mas antes de descobrir esta fórmula – se é que ela existe – é preciso entender melhor as diferenças entre o Inbound e o Outbound, e mais do que vê-las como dois lados de uma moeda, precisamos começar a perceber que sem os dois lados não existe moeda nenhuma. As diferenças são complementares mais do que antagônicas.

1) Comunicação indireta ou direta?

A principal diferença entre as duas metodologias de marketing é a maneira como o consumidor é impactado pela mensagem. O Outbound trabalha muito com a comunicação direta. É o anúncio no meio da leitura de uma revista, é o intervalo comercial do seu programa favorito e o pop up pulando diante do seu browser (também há Outbound Marketing na internet!). O Outbound fala diretamente com o consumidor, gerando um contato amplo e em massa que permite que um grande público seja atingido por suas estratégias de marketing.

Já o Inbound Marketing oferece um contato mais indireto. Ele trabalha com a ideia de estar preparado para quando o consumidor procurar por você, principalmente na internet, com o uso de conteúdo atrativo. Hoje, 93% dos processos de compra começam com uma busca na internet. É aqui que você precisa estar preparado e aparecer nos resultados de busca com o conteúdo certo.

2) Mensuração de resultados

Esta característica está muito mais ligada à comunicação na internet do que com o Inbound Marketing.

No entanto, um está intrinsecamente ligado ao outro, pois a maioria das ferramentas de Inbound são digitais.

A internet ofereceu, pela primeira vez na história da comunicação, a mensuração em tempo real de resultados. Você coloca uma campanha digital no ar e pode acompanhar cliques, taxas de conversão e engajamento social na mesma hora.

Com campanhas de Outbound na televisão, por exemplo, essa mensuração demorava muito mais tempo, dependia de pesquisas longas e caras e nem sempre oferecia uma precisão de dados.

No Inbound você pode, inclusive, saber exatamente quanto custou cada novo cliente. Basta você coletar as informações de conversão e mensurar de acordo com seu investimento. Tudo isso em períodos de dias e até horas. Outro benefício é a possibilidade de rever a estratégia caso ela esteja gerando poucos resultados positivos. No Inbound você pode mudar imediatamente uma frase ou anúncio, minimizando os riscos de investimento.

Mas é aí que o Outbound entra novamente: essa precisão de resultados pode ser benéfica, mas pode demorar muito tempo até que você comece a ver resultados positivos. Já no Outbound, se seu produto for bem feito, rapidamente você conseguirá resultados e lucro com ele, mesmo que os dados sejam mais complicados de serem mensurados.

3) Custo

Afirmar que o Inbound Marketing é uma estratégia mais barata do que a estratégia de Outbound é coisa para profissional junior. Na verdade, o Inbound oferece um custo-benefício ou ROI (retorno sobre investimento) melhor, afinal, você pode investir exatamente a mesma quantidade de dinheiro de um comercial de televisão no horário nobre da Rede Globo (em torno de 300mil) em uma campanha digital. A diferença aqui acontece justamente nos resultados e na mensuração deles.

No Inbound você sabe exatamente quanto cada centavo destes 300mil de investimentos foram parar e quanto eles converteram em vendas.

Mas há também uma grande diferença: no Outbound a velocidade do ROI ocorre de maneira muito mais rápida. O Inbound Marketing é algo que leva tempo e paciência: seus resultados não são imediatos. Já o Outbound oferece resultados muito mais rápidos e imediatos.

Quadro comparativo: Inbound X Outbound

Assim fica mais fácil comparar as duas estratégias com tudo que já falamos acima:

Inbound

Comunicação mais indireta.

Modelo de comunicação em via dupla: mais diálogo e interação.

Custo relativamente mais baixo.

Engaja mais pois o conteúdo da mensagem é mais envolvente e relevante para o público.

É possível acompanhar resultados em tempo real e modificar a estratégia imediatamente, se necessário.

Outbound

Comunicação mais direta.

Modelo de comunicação em massa.

Velocidade de ROI mais alta.

Atinge resultados mais rapidamente.

Concluindo

A lição que temos aqui é que os dois meios de fazer marketing possuem suas vantagens e desvantagens. O essencial é saber como integrar o Outbound e o Inbound em sua empresa.

Precisamos desassociar o Outbound com os meios tradicionais de comunicação como a TV, o jornal e as revistas. Há sim uma forma de integrar estes meios com o Inbound Marketing. É neste cenário que nós, profissionais de hoje, precisamos projetar nossas estratégias. A resposta, portanto, é unir o Inbound com o Outbound, extraindo o melhor das duas estratégias em nome do crescimento e desenvolvimento de marcas e clientes. Como já falamos na introdução deste artigo, a pergunta não será mais quais as diferenças entre Outbound e Inbound, mas de que forma as duas coisas podem se complementar.

Quer entender ainda mais sobre Inbound e Outbound? Leia nosso post sobre as origens do Inbound e Outbound.