Flipchart FridayVendas

[Flipchart Friday #18] Como criar os melhores assuntos de cold mail e por que é importante?

Por que ter os melhores assuntos de cold mail é tão importante para sua estratégia de prospecção?

Garantindo que você criou um bom assunto para o seu email de prospecção, você garante que os seus leads vão ter interesse em abri-lo.

Então, como fazer os melhores assuntos de cold mail e melhorar o open rate?

Lembre-se que, depois de fazer o seu lead abrir o seu email, você tem que prender a atenção dele até o final. Mas esse já é assunto para outros Flipcharts. 😉

Transcrição do vídeo

Fala pessoal, mais um Flipchart Friday!

Eu sou o Arthur, o CMO aqui da Outbound Marketing e do Reev. Hoje vamos falar sobre como criar assuntos para o seu cold mail.

Mais uma vez estamos trazendo um assunto que é muito pedido pelos nossos seguidores, o pessoal que está realmente engajado em fazer uma estratégia de outbound matadora.

O assunto do email é algo muito importante porque ele é diretamente responsável pela abertura do seu email.

O Steli Efti, uma das nossas principais referências, brinca que o assunto do email é como se fosse um gatekeeper que, quando você tenta ligar pra alguém, não te passa pra frente.

O assunto do email faz a mesma coisa. Se a pessoa resolve não ler o seu email, não abrir o seu email, você não vai conseguir se conexão com seu prospect.

Como melhorar o open rate?

O indicador mais importante que você tem para medir se o seu assunto está sendo relevante dentro da sua estratégia é o open rate, a taxa de abertura dos seus emails.

melhores assuntos de cold mail quadro

Então, se você quer melhorar o seu open rate, você precisa melhorar o seu assunto.

Dá uma olhada nesse conteúdo sobre como fazer análises de open rate e reply rate e os principais benchmarks que você tem que seguir.

Contexto X Conteúdo

Os melhores assuntos são criativos, atraentes e informativos, mas sem entregar tudo de cara. Disso aqui todo bom marketeiro já sabe e todo bom vendedor também já sabe.

O grande ponto que queremos refinar aqui tem a ver, mais uma vez, com a grande questão de contexto X conteúdo.

Os seus emails de prospecção possuem o objetivo claro de se conectar com um prospect e marcar uma reunião. O seu assunto de email tem que ser relevante dentro da sua mensagem.

Seu assunto não é um conteúdo porque você não quer educar o prospect, não quer contar algo novo, seu assunto de email deve ser focado no contexto do lead.

Nós vivemos falando sobre contexto e conteúdo e temos até um Flipchart falando sobre isso em que o Vinícius dá uma aula sobre como incorporar essa filosofia de contexto dentro do seu panorama de vendas.

Então, querem escrever um assunto que é realmente relevante?

Você precisa entender o contexto do lead, quem você está prospectando, como esse perfil de cliente ideal se encaixa na sua solução, o que você gera de valor para o lead e qual é problema dele que você consegue resolver.

Então: contexto, SEMPRE!

Os melhores assuntos de cold mail: dicas práticas

Vou passar por algumas dicas práticas e dar alguns exemplos do que estamos fazendo e do que lemos por aí sobre bons assuntos de email.

Dica 1: o seu assunto de email tem que estar conectado com a sua mensagem

Isso é óbvio!

A sua mensagem de prospecção deve sempre trazer uma oportunidade, não é mesmo?

Você quer conversar com aquele prospect sobre algum problema que ele tem e você pode resolver, sobre como você consegue trazer mais receita, reduzir os custos e diminuir os riscos.

Em geral, o assunto da sua mensagem tem que trazer esse censo de oportunidade.

Se você não quer trabalhar com oportunidade você pode trabalhar com outro gatilho mental que também é muito importante, que são as implicações do lead em não resolver aquele problema que você está direcionando.

Ou seja, você trabalha com medo, incerteza e dúvida.

  • O que vai acontecer se você não resolver esse problema?
  • Qual é a implicação de um problema que já está acontecendo e você ainda não tomou nenhuma ação para resolvê-lo?

Vou dar um exemplo bem legal ao final sobre como isso acontece.

Dica 2: não coloque o nome do lead no assunto do email

Dentro do nosso report, em que analisamos mais de um milhão de interações em outbound no Reev, chegamos à conclusão que assuntos de emails que possuem apenas o nome do prospect convertem muito menos.

melhores assuntos de cold mail open rate

Isso tem uma explicação muito lógica.

Estratégias de marketing de conteúdo, newsletters e email marketing, usam muito esse gatilho mental, essa tática dentro dos seus emails.

Então, o que aconteceu com as pessoas que recebem esse tipo de email? Automaticamente elas começaram a associar o seu nome no assunto do email com newsletters ou email marketing.

Você perde em conversão nesse ponto.

Você, como outbound, quer se diferenciar de um email marketing. Na verdade você está competindo com email marketing na caixa de entrada do lead.

Porém, seu objetivo não é levar conteúdo pra aquela pessoa, é fazer com que ela diga um sim e aceite marcar uma reunião com você.

Então, somente o nome do prospect no assunto do email, não faça isso!

Dica 3: coloque o nome da empresa no assunto do email

Essa é uma prática muito boa.

Você, basicamente, está mostrando sobre o que é o assunto, qual é a relevância do assunto para aquela empresa. Você está sendo mais objetivo e mais transparente sobre o que você quer falar.

Então, colocando o nome da empresa no assunto, percebemos um acréscimo de 20% na taxa de abertura de emails de prospecção.

melhores assuntos de cold mail open rate

Dica 4: seja humano

Esse ponto também é muito óbvio.

A prospecção, na verdade, é você prospectando uma outra pessoa. Robôs não vão tomar o papel do vendedor enquanto ele conseguir trabalhar contexto.

De repente, no dia que a inteligência artificial começar a entender mais a fundo o contexto do lead e começar a mandar mensagens direcionadas, você pode correr o risco de perder o seu emprego.

Mas, enquanto isso, seja humano e, realmente, se conecte com o seu prospect.

Dica 5: evite slogans toscos

De novo, você não está trazendo uma mensagem que fala sobre conteúdo, você tem que falar sobre contexto.

Em assuntos de email como:

O melhor CRM de todos os tempos

Você não está despertando interesse nenhum e só está falando sobre você mesmo. Fale mais sobre o seu prospect.

Dica 6: Faça perguntas

Essa é uma boa maneira de instigar a curiosidade do seu prospect. Quando você faz uma pergunta ou usa uma interrogação, você tem que lembrar que a sequência de ações que está fazendo é:

Eu quero que o meu lead leia esse assunto e clique no meu email para que ele veja o resto da minha mensagem.

Então, fazer perguntas é um bom jeito de fazer isso acontecer.

Dica 7: mantenha as suas promessas

Isso é muito importante. O que quer dizer?

Não faz sentido você colocar um assunto que está totalmente deslocado da sua mensagem, do que você está passando no corpo do email.

Às vezes você quer colocar algo muito criativo, mas que está muito fora da sua proposta de valor ou do que você está trazendo como mensagem naquele email.

Isso não faz sentido algum.

Se você tiver uma desconexão entre o seu assunto e a sua mensagem você, provavelmente, não vai conseguir converter esse prospect.

Você pode até ter um assunto chamativo que vai te dar um open rate alto. Mas, se ele for desconexo e não trouxer valor, você vai ter um baixo reply rate que é, no final das contas, o caminho para você ter a conversão.

O lead precisa responder o seu email, não é mesmo?

Então, mantenha as suas promessas. Não faça assuntos de email que vão apenas despertar muito a curiosidade do lead para que ele clique.

Não faça clickbait, isso não cola em outbound. Mais uma vez, contexto sempre ganha.

Exemplos de assuntos de cold mail

Por último, vamos mostrar alguns exemplos do que temos feito.

Exemplo 1: proposta de valor

Quando eu era SDR eu enviava um email em que eu usava a seguinte lógica: eu pegava a consultoria e a ferramenta que eu estava vendendo e sabia que elas iam te ajudar a vender mais. Essa era a minha proposta de valor.

Eu contextualizava a minha proposta de valor dentro da proposta de valor do meu prospect.

Então, nesse caso, eu estava prospectando uma empresa que vendia um software para proteção de sites, para proteção de informações. Qual foi a lógica que eu utilizei?

A {empresa} está pronta para proteger mais empresas?

O que eu quis dizer aqui? Você, empresa que vende um software de proteção, está pronta para vender mais? Você quer vender mais? Qual é o caminho que você está seguindo para vender mais hoje?

Então, foi basicamente essa lógica que eu criei: eu peguei a minha proposta de valor e contextualizei dentro do cenário do meu prospect.

Exemplo 2: um modelo da HubSpot

Esse aqui é um segundo assunto de email que eu tirei de um texto muito legal da HubSpot.

Uma nova tática de RH para a {empresa}

Então, de novo, você vê que esse assunto é bastante contextualizado.

Ele está sendo direcionado para a persona certa. Ele está falando com um gerente de RH, com um sócio da empresa ou com o responsável pela gestão de pessoas daquela empresa.

Além disso, está trazendo uma oportunidade, uma nova tática, algo novo que você quer conversar sobre.

Exemplo 3: todo mundo quer reduzir custos

Economizando 25 mil para a {empresa}

Estou falando sobre uma proposta de valor bem clara que é economizar custos. Isso é prioridade para uma empresa? Sempre é.

Então, eu quero conversar com você sobre como eu consigo te ajudar a economizar esse custo, ok? Eu estou deixando a minha proposta de valor da maneira mais clara possível.

Se você não está interessado em economizar custos, você não vai abrir essa mensagem, mas quem não está interessado em economizar custos, não é mesmo?

Exemplo 4: um email que eu mesmo recebi

Por último, esse é um email que eu recebi esses dias e chamou minha atenção. Ele não me converteu porque o corpo do email não estava tão bom, mas olha só a sacada desse email:

A Outbound Marketing está perdendo visibilidade no Google

O que o vendedor fez?

Ele sabe que eu sou o CMO da empresa, responsável pela estratégia de inbound e sabe que o meu site é um canal muito importante para atrair visitantes e, naturalmente, atrair potenciais clientes para o meu negócio.

Então, ele usou uma estratégia bem clara para gerar medo, incerteza e dúvida.

Logicamente, como CMO, eu acompanho minhas métricas e já sabia que eu não tive nenhuma queda de visibilidade no Google. Mas, mesmo assim, eu cliquei para entender o que esse vendedor estava querendo falar.

Então, ele usou do poder do medo, usou do poder da incerteza que eu fiquei na hora para conseguir fazer com que eu abrisse o email e engajasse com a mensagem.

Conclusão

De todas as maneiras podemos ver que esses exemplos trazem contexto, querem passar uma mensagem bem objetiva e direta.

Esse é o caminho para você construir um assunto que é realmente matador, que vai fazer com que você traga novos leads para dentro de casa, novos clientes e encha o seu bolso de comissão.

Encheu o seu bolso de comissão? Então, está na hora de aprender a como encher ainda mais. No dia 17 de agosto vamos realizar o principal evento sobre vendas B2B de Minas Gerais.

Aqui em Belo Horizonte vamos fazer o Hustlers X, contando com grandes nomes do mercado como Gustavo Caetano, Matt Doyon, Diego Gomes, Tiago Aspira.

Só os melhores que você, se acompanha os nossos conteúdo, já teve contato com eles porque estamos sempre próximos dessas pessoas.

Você não pode perder essa oportunidade de aprender com os melhores e tornar isso aqui uma realidade no seu dia a dia. Conta com a gente e um grande abraço!

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *