Psicologia das cores aplicada em CTAs, sites e afins

Não tem como negar que as cores são grandes influenciadoras nas decisões humanas, não é mesmo? Podem, até mesmo, dizer muito sobre as pessoas. E mais: é um dos fatores com mais poder na hora de escolha. Duvida? Olha só:

Importância das cores na vida das pessoas
Fonte: http://viverdeblog.com/psicologia-das-cores/

 

Pra ficar mais fácil entender o poder das cores, vamos tomar como exemplo o clássico Mc Donald’s. E nem preciso falar das cores principais que a rede usa, né? Você certamente as lembra de imediato. Na identidade visual que é usada (incluindo aquele tradicional M presente na logo), o vermelho vem com um caráter de urgência, com o objetivo de ter maior rotatividade dentro de seus restaurantes.

O amarelo, por sua vez, vem com um ar positivo, subjetivando o slogan “amo muito tudo isso”. Isso não é percebido de imediato pelos consumidores, atuando no inconsciente e atingindo o objetivo com louvor. Percebe como as cores são importantes?

Tendo esse conhecimento prévio, é inegável a importância do uso correto das cores pro marketing da sua empresa, concorda? Desde a sua identidade visual até mesmo as cores usadas nos detalhes do seu site, no Call to Action e naquele rodapé meio esquecido.

No estudo Impacto da Cor em Marketing (Impact of Color on Marketing), aponta que 90% dos julgamentos iniciais, sobre produtos, são baseados nas suas cores.

Mas, por outro lado, devemos lembrar que cor é um elemento subjetivo, nunca vai atingir 100% dos seus clientes, mas podemos sempre trabalhar dentro de uma porcentagem alta de aceitação. Dito isso, sabemos: não há uma cor certa para conversão. Não há. Mas você pode usar A MELHOR cor para você e sua marca.

Achou difícil? Não se desespere, vou te ajudar nessa jornada:

Cores e suas aplicações profissionais

O primeiro passo é o mais complicado: a definição das cores na marca de acordo com a sua proposta. Vamos pensar numa empresa odontológica, por exemplo, fica muito incoerente usar uma marca semelhante à do Mc Donald’s, com as mesmas cores, não acha?

Ainda assim achou complicada essa escolha? Então veja uma breve lista com algumas cores e seus respectivos significados e aplicações:

Vermelho

Geralmente usado em restaurantes, estimulando o apetite. Associado, fortemente, a um senso de urgência (vejamos as liquidações, por exemplo). Clientes impulsivos são facilmente atraídos.

Logo da Coca Cola

Azul

Usado para criar um senso de segurança. Geralmente utilizado em marcas corporativas por não ser invasivo, estimulando a produtividade.

Logo da Azul

Amarelo

A mais energizante das cores, passando a sensação de felicidade, acolhimento, estimula o otimismo e a concentração, sendo facilmente associada a novidades. Vale lembrar que é uma cor excelente para Call to Actions por ser uma cor associada à parada/cautela

Logo do Mac Donalds

Verde

Usado em marcas ligadas a saúde, natureza, um senso de relaxamento para as marcas ricas. Frequentemente ligado a promoção de questões ambientais.

Logo do Starbucks

Há plataformas ótimas para a criação de uma paleta cromática. Você pode requerer a elas sempre que bater a dúvida de qual cor usar, de acordo com a sua demanda. Segue abaixo algumas dessas ferramentas:

E agora? Como usar as cores?

Jared Christopherson, da Yellowhammer, sugere a famosa regra do Design: 60-30-10, seja para seu site, para criação de peças gráficas, ou qualquer outra questão envolvendo sua marca.

Essa regra aplica-se da seguinte maneira, bem prática: escolha três cores diferentes e as use em proporções 60%, 30% e 10%, respectivamente.

Outra dica de extrema importante dada por Jared, é usar a cor mais forte, de maior impacto, na porcentagem dos 10%, pois será usada em situações de ação, como por exemplo, um Call to Action.

Deixando mais claro: escolha uma cor neutra para aplicar em 60% da sua peça, uma cor de médio impacto para os 30% e uma cor forte, chamativa (seguindo o padrão das cores da sua marca, claro), para a porcentagem dos 10%. Essa é a maneira mais simples, objetiva e prática de fazer uma distribuição correta das cores. Fácil, não?

Outro recurso para a escolha de cores de Call to Actions, por exemplo, é fazer um teste A/B, usando cores diferentes nos botões e monitorando-as para identificar qual cor obteve mais acesso.

Se convenceu?

Agora é a sua hora de prestar mais atenção nas cores escolhidas para representar sua empresa e, o mais importante, te representar.

Já ouviu aquele ditado “o que os olhos não vêem, o coração não sente”? Logo, ele pode ser facilmente interpretado como “o que os olhos vêem, o coração sente”, certo?

Portanto aposte nas melhores cores para ter uma conversão além do esperado, o apelo visual leva mais pontos nessa batalha do que pensamos. Para chegar até esse sucesso vale experimentação, teste A/B, muitas leituras (indico o livro A Psicologia das Cores – Como as cores afetam a emoção e a razão, da Eva Heller), conversas com o time todo para ter uma percepção maior de outros pontos de vista, um estudo de público, enfim, vale tudo!

E agora? Está pronto para atingir seus objetivos mudando apenas as cores? Me conte o resultado, tenho certeza que será além do esperado! (:

ebook glossário de vendas