capa software de outbound
Agências e Consultorias

Software de Outbound: quando sua agência deve contratar essa solução?

Sabemos que quando falamos sobre outbound nos referimos a uma prospecção ativa, correto?

Ou seja, vamos fazer um trabalho focado em buscar nosso perfil de cliente ideal para otimizar o processo de geração e qualificação de leads, tornando-o mais previsível.

Fazemos isso através de cold mails, cold calls, calls de qualificação, apresentação da proposta e, por fim, o tão desejado fechamento!

Já pensou se tudo isso pudesse ser feito de uma forma controlada, planejada e eficiente?

É isso mesmo que um software de outbound, como o Reev, vai fazer para você: otimizar o seu processo e potencializar suas vendas.

Agora é que vem a grande questão:

Como saber qual é a hora certa para investir em um desses softwares para a sua agência?

Para ajudar a tomar essa decisão, selecionei três principais pontos que são fundamentais para essa análise:

#1 Conheça muito bem o seu processo

O mais comum de acontecer é que sempre que descobrimos uma nova tecnologia queremos logo trazê-la para dentro de casa, ou melhor, da empresa.

Porém, o melhor caminho a ser seguido, definitivamente, não é esse.

Pense comigo: todo e qualquer investimento tecnológico será feito para potencializar resultados, correto?

Ou seja, corrigir alguma falha dentro do processo atual para que gere efeitos positivos.

Para isso, antes de mais nada, preciso saber exatamente onde está meu problema para depois escolher a tecnologia que irá me ajudar a corrigi-lo.

Uma das formas de descobrir isso é fazendo um mapeamento de processos e conhecendo a fundo como funcionam as atividades executadas pelo seu time, podendo assim identificar os gargalos ali presentes.

#2 Você sabe qual é o seu perfil de cliente ideal?

Saber qual é o seu perfil de cliente ideal é muito importante para que você possa identificar quais são os melhores canais para conseguir uma conexão com esses potenciais clientes.

Além disso, é essencial para você saber direcionar melhor seus esforços para as ações que trazem mais resultados para esse público específico.

Porém, não é apenas isso!

Quando você conhece bem o seu público, fica muito mais fácil saber quais são as principais dores enfrentadas por eles e, consequentemente, como seu produto irá atuar em cima disso.

Só assim você consegue gerar ainda mais valor para seus leads.

#3 Qual é a sua capacidade operacional?

Vender mais todo mundo sempre quer, não é mesmo? Mas será que você está preparado estruturalmente para isso?

Conhecer bem como os seus processos internos são organizados para atender a demanda recebida é fundamental para que você decida qual volume de leads deseja ter dentro do seu funil de vendas.

Ou seja, você deve se perguntar com quantas oportunidades você consegue trabalhar com êxito em determinado período de tempo.

Além disso, você também deve se perguntar de quantos leads você precisa para alcançar a meta de vendas que você estipulou para o mês, ou para o trimestre.

Um cálculo simples de dealflow. 😉

Uma ferramenta de outbound ajuda não só a aumentar o volume de oportunidades, mas também a melhorar a eficiência e previsibilidade do processo.

Você se organiza melhor para atender às necessidades de cada etapa da venda.

Não é só isso…

Saber tudo isso ainda não é o que garante que você está fazendo o investimento em um software de outbound exatamente no momento ideal.

Muitas agências e consultorias de vendas trabalham muito com grande parte das oportunidades chegando de indicações e de estratégias de inbound.

Porém, a primeira opção não traz muita previsibilidade e a segunda opção demora a trazer resultados significativos.

O que fazer para conseguir trabalhar com uma demanda mais consistente e ter mais tranquilidade quanto a receita que será produzida?

Ou melhor, por que não trabalhar outbound na sua agência?

É aqui que um software de outbound entra, para ajudar você a ter visibilidade do seu processo de vendas, eficiência e ainda atingir certo grau de escalabilidade com seu time.

O que esse tipo de plataforma faz é organizar a vida do seu vendedor para que ele execute ações importantes no tempo certo e da melhor maneira possível e, ao final, para que nenhuma oportunidade seja perdida.

O gestor, por sua vez, fica sabendo, em tempo real, tudo o que acontece dentro do processo 🙂

Pensando nisso, resolvi citar aqui alguns dos problemas que muitas agências que já conversei possuem. Vamos lá?

A agência não tem um time comercial

É muito comum em agências, o time comercial ser composto apenas pelo próprio sócio.

Além disso, ele executa tudo de forma manual, ou seja, é ele quem levanta as oportunidades e se compromete com algumas ações para trazê-las para dentro do funil.

Dessa forma, não existe uma pessoa dedicada unicamente a vendas e, ao final, temos alguém que, além de fazer a captação de clientes, é responsável por inúmeras outras atividades.

Tudo isso faz com que a probabilidade dele não executar uma ou outra ação de forma eficaz nesse processo seja muito grande.

A falta de tecnologia por trás disso faz com que o tempo gasto para cada ação seja muito maior e, em alguns casos, com que ele seja muito menos eficiente.

Além disso, seu grau de escalabilidade diminui e ele acredita que ninguém nunca vai conseguir fazer tudo o que ele faz.

Quando você trabalha com um software para isso, não precisa se preocupar com todas essas questões. Ele vai organizar tudo o que você terá que fazer com cada lead e sua tarefa, ao final, será apenas vender.

Falta organização do processo

Não ter organização, principalmente se tratando de processo comercial, não é um problema exclusivo de agências. Muitas outras empresas também sofrem com isso 🙁

Já pensou que, se não sabemos ao certo o que acontece com nosso time, dificilmente iremos identificar onde estão as falhas? Mais difícil ainda será executarmos ações para corrigi-las.

Porém, sabemos que quando se trata de vendas, qualquer ação não executada pode significar a perda do potencial cliente. E isso nós não queremos…

Um dos erros mais comuns em vendas é a falta de follow ups, ou seja, quando o vendedor esquece de fazer uma ligação ou até mesmo de enviar um email para o lead.

Quando você trabalha com uma ferramenta de outbound, isso deixa de ser um problema. Você conta com uma automação que não vai deixar você se esquecer de nenhuma das suas atividades 😀

Falta budget

O famoso budget, ou orçamento, ainda é algo que limita muitos investimentos, principalmente para agências novas no mercado.

Trabalhar com tecnologia é caro, principalmente se você olha apenas para o desembolso de forma isolada, sem enxergar o valor da melhoria e o retorno financeiro no futuro.

Agora, se você já implementa um processo de outbound nos seus clientes e gostaria de aplicar internamente, não se preocupe! No nosso Programa de Parcerias conseguimos ajudar você com tudo isso 🙂

Conclusão

Gostaria de destacar que para você conseguir, de fato, promover uma mudança significativa no seu processo, seu time precisa reconhecer que existe um problema e que a ferramenta escolhida irá ajudar nisso.

Não adianta ter o melhor software do mundo se seus próprios usuários não aceitarem as mudanças, não enxergarem o aumento na eficiência e a redução no trabalho feito por eles.

Se isso acontecer, o investimento feito será desperdiçado! Seus vendedores não se sentirão engajados o suficiente para adotar o novo processo.

Por fim, saiba que se a sua agência se encaixa em alguns dos cenários citados aqui, é hora de escolher qual será o software de outbound que você vai trabalhar.

O Reev sempre estará aqui para isso 😉

Qualquer dúvida ou se tiver interesse em saber mais disso estou a disposição!

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *