Vendas

SalesHeroes Podcast | #9 É possível ter um time de vendas sozinho?

Este é o SalesHeroes podcast, levando superpoderes aos profissionais de vendas.

Quem veio conversar aqui com a gente hoje é o Vinicius Estrella, atual head de vendas da Startech. 

Vinicius, seja muito bem vindo! 

Hoje ele vai falar sobre como um vendedor generalista pode ter excelentes resultados mesmo sem um time de vendas.

Conheça o Vinicius em nossa Comunidade

Antes de irmos direto pro conteúdo de hoje, eu gostaria de fazer três perguntinhas: 

O que te fez virar um super herói em vendas?

Lidar com pessoas, sou apaixonado por trocas, interações e resolver problemas.

Todo bom vendedor tem que gostar de desafios e ter ambição.

Qual é seu super poder? 

Ainda mais do que gostar de vendas, sou um apaixonado por negócios. Procuro olhar para o cliente de forma super consultiva e entender as dores do clientes mais do que como isso se adapta ao meu produto.

Qual a sua kriptonita? 

Falo demais, às vezes tenho que me segurar pois sabemos que uma das grandes competências de um negociador é saber ouvir. 

Agora, bora para o conteúdo de hoje porque o Vinicius vai falar de um assunto super comentado, ele vai responder pra gente a seguinte pergunta:

É possível ter um time de vendas sozinho? 

É possível, mas é também um super desafio quando não está em um time de vendas

O mundo das vendas passou por uma revolução do vendedor que ‘‘faz tudo’’ para uma visão por especificidades de processos. 

E quando você está sozinho, começando essa atividade você precisa ser o vendedor multitarefas mas sem perder a eficiência de um profissional que atua de forma segmentada. 

Para que isso dê certo, existem algumas formas e eu, particularmente, venho testando algumas dessas como uma Euquipe.

E hoje, eu separei alguns tópicos que eu gostaria de trazer aqui para vocês: 

O que faz um vendedor generalista?

Sabemos que isso não é algo comum, mas que os profissionais estão evoluindo muito.

Se eu entendo que o profissional de inside sales ele tem várias funções e que eu, sozinho, vou ter que desempenhar todas essas tarefas, começo a me organizar para poder trabalhar melhor com o tempo (um recurso super limitado).

Para conseguir fazer essa divisão de forma correta, é muito importante sempre ter uma gestão da rotina bem clara, ou seja, uma subdivisão do seu dia. 

No meu caso, o que eu faço é dividir meus dias em papéis e a partir disso consigo definir as minhas tarefas para cada dia.

Para apoiar tudo isso, é muito claro a necessidade de utilizarmos ferramentas de gestão de rotina: desde simples até mais completas. Como por exemplo: Google Keep, Google Agenda e os próprios CRMs. 

O tempo é muito escasso e se você perder esse tempo com muitas atividades operacionais, sem o ferramental adequado é tempo improdutivo.

Automatizar atividades que geram pouco valor são essenciais nesse modelo. Por exemplo: ao invés de eu ter que montar um contrato no word, eu consigo por meio de uma plataforma colocar alguns dados e o meu contrato ser gerado para cada cliente. 

vendedor generalista em reunião

São minutos que ao longo de semanas vão fazendo muita diferença no seu trabalho! 

Um ponto interessante também que acho muito importante, é que eu passei por todas as áreas dentro de vendas e percebi que em algum momento, alguns vendedores se perdem na rotina após um tempo por falta de interação. 

O quanto você consegue interagir com pessoas fora do nosso ambiente vai influenciar no seu trabalho, tanto internamente quanto no ambiente externo.

Se você é sozinho, procure seu CEO ou alguém de outra área para que você possa discutir se o que está fazendo realmente faz sentido.

O que não pode é cair na rotina e parar a experimentação. 

E isso, eu, como uma ‘‘euquipe’’, muitas vezes não consigo fazer sem ajuda dos outros.

Portanto, converse com outros profissionais, faça parte de uma comunidade como a SalesHeroes, peça opinião dos seus processos.

Como você está sozinho, você precisa construir o seu processo de evolução e aí entra a próxima pergunta.

Quais são os seus desafios para fazer isso rapidamente? 

Esse desafio se ser uma equipe sozinha ele quase que dobra a minha pressão sobre minha curva de aprendizado, porque não tenho ninguém pra poder me direcionar o tempo todo. 

Preciso crescer e aprender muito rápido para quando eu tiver mais alguém eu consiga repassar todo processo.

E um outro erro que pode parecer até meio clichê mas acontece muito, é parar de estudar.

Para isso, o que faço é estabelecer metas. Da mesma forma que tenho meta de faturamento, tenho também a meta de leitura de livros e procuro respeitar isso ao máximo. 

Toda vez que leio, procuro constantemente fazer um exercício para pegar o conceito que acabei de conhecer e trazê-lo para meu discurso ou roteiro de vendas.

Isso é basicamente o meu processo de melhoria contínua que com certeza faz com que eu consiga rampar muito mais rápido. 

Além disso, como eu disse, sou muito a favor de trocas então tenho buscado um mentor formal, quero entender e conhecer empreendedores de negócios então estou literalmente prospectando essas pessoas. 

Uma coisa que acho muito importante e o conceito de vendas consultivas trouxe pra gente é que o vendedor tem que pensar como um consultor de negócios

Por último é sempre lembrar da experimentação. É claro que isso é um risco e eu, muitas vezes faço esses testes durante a call para poder ver na prática o resultado. 

É colocar a cara a tapa para conseguir validar as hipóteses para saber o que mais funciona no seu negócio.

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *